segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Cuidado com o julgamento

Cuidado com o julgamento. Não acredite na versão de um só lado da moeda. Nem sempre as coisas são do tamanho que chegam. Um pingo d'água pode ganhar status de oceano. É muito difícil encontrar gente humilde que diga que errou, falhou e pede arrependidamente perdão. O recomeço saudável tem por base a capacidade de dizer "eu sou o problema, agi mal, não vigiei, vacilei, pequei contra Deus e o próximo". Pela normalidade é mais indicado continuar sendo o estilingue do orgulho do que a vidraça da humildade. Quando sentenciamos uma causa com ou sem o devido conhecimento podemos estar abrindo brechas para a ação de demônios. Cuidado... Em vez de opinião, dedo apontado, sentença, é bom pensar que se não tem pecado que atire então a primeira pedra.